quarta-feira, 8 de setembro de 2010

À Primeira Vista de Catherine Anderson

Poucos autores escrevem histórias tão comoventes e de inesgotável ternura como Catherine Anderson. As suas personagens partilham com o leitor a esperança de encontrar o amor perfeito de uma vida inteira. Todas as leitoras que acompanharam Rafe Kendrick e Maggie Stanley em Uma Luz na Escuridão podem agora revê-los numa nova e apaixonante aventura protagonizada por Ryan, irmão de Rafe a quem este terá de ajudar a ultrapassar um momento difícil. Um acidente sofrido há anos num rodeo deixou Bethany Coulter presa a uma cadeira de rodas. Desde então conheceu tanto as traições como os desgostos de amor, e por isso jurou nunca mais entregar o seu coração a um homem. Mas qualquer coisa em Ryan Kendrick a fez de súbito acreditar que talvez todos esses obstáculos pudessem ser ultrapassados. Ambos partilham a paixão pelos cavalos e têm um imenso sentido de humor. Mas a vida não é absolutamente perfeita.


A MINHA OPINIÃO:


À Primeira Vista é mais uma bonita história de Catherine Anderson! A autora presenteia-nos com um amor que nasce à primeira vista ( daí o título!) entre Ryan Kendrick e Bethany Coulter. E tudo seria perfeito, se ela não fosse paraplégica! É típico desta escritora apresentar um protagonista que fuja às " regras" do parzinho perfeito. E ainda bem que assim é! Esta limitação física e os problemas emocionais que dela advêm, tornam esta história de amor muito mais interessante. Pessoalmente, não acredito no amor à primeira vista. Quanto muito, há uma atracção:algo que sobressai e capta a atenção do outro. Por isso, foi com algum cepticismo que encarei este livro. Mesmo assim, Anderson conseguiu cativar-me através da sua escrita fluida e desinibida. Li-o em dois dias! Uma leitura capaz de arrancar gargalhadas e de deixar à lágrima no canto do olho! Eu incluo-me no grupo das gargalhadas!:P. Lembro-me perfeitamente de começar a rir em plena praia com uma cena entre Ryan, Keefe Kendrick e Jake Coulter, o irmão mais velho de Bethany e protagonista de outro livro: O Domador de Paixões. Como cowboys impulsivos que são, acabam numa esquadra após uns socos merecidos mas, naturalmente incompreendidos pelos esmurrados. Uma cena com um sentido de humor delicioso! O amor de Ryan e Bethany é belíssimo! Uma lição de vida! Os paraplégicos também amam e, apesar das suas limitações físicas, o seu coração não encolhe: sorri, sofre e apaixona-se! Ryan é um mulherengo inveterado, que ainda não encontrou alguém especial que alivie a solidão e o vazio da sua vida. No seu rancho, aqueles que lhe dão alguma alegria são: os seus pais, o seu irmão Rafe e sua família, um touro manso chamado de T-Bone e um cão, Tripper. Um dia, conhece os olhos azuis de amores-perfeitos de Bethany e fica seduzido. Não contava era com a cadeira de rodas. Mas, à medida que conhece esta mulher determinada e independente, começa a ver além da cadeira de rodas. Para ele, só existe Bethany. Ela é a tal! Ele vai mover montanhas e derrubar os muros erigidos por Bethany, após o acidente. Por outro lado, a protagonista lida com as suas próprias incapacidades e, com o receio de não satisfazer aquele homem, que deseja construir uma família. A autora é convincente ao relatar a vida complicada de Bethany e, apresenta mais uma vez, uma original e bonita história de amor. Achei o final um pouco apressado mas de resto, foi um livro que gostei bastante! Um livro perfeito para as românticas incuráveis!


5/7- MUITO BOM

7 comentários:

  1. Oi, Jojo!

    O enredo me pareceu lindo, pena que não encontrei nada dessa autora aqui no Brasil.

    beijoo

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Quero muito ler este livro.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Olá Jojo
    Nunca li nada desta autora. Mas realmente tenho muita curiosidade.
    Beijinho e boas leituras

    ResponderEliminar
  4. Ainda não li nada desta autora, mas tenho alguma curiosidade...

    bjinhs

    ResponderEliminar
  5. Olá

    Obrigada, mas acho que a semidio tem o livro e vou pedir-lhe.

    Boas Leituras!

    ResponderEliminar
  6. Olá...

    Miriam,
    é uma pena! Acho que ias gostar!

    Ana,
    se a semidio não puder, já sabes!:D

    Marta,
    esta escritora muito boa para quem gosta de livros românticos!

    B.,
    Os livros dela são difíceis de encontrar mas valem a pena.


    Bjinhos*

    ResponderEliminar
  7. À primeira vista... faltou o "amor". LOL

    Esse livro é muito giro, mas gosto ainda mais do 1º

    ResponderEliminar