terça-feira, 2 de setembro de 2014

Devaneio do dia... A crónica do desrespeito pelo leitor


O mundo editorial é porventura, algo muito complicado que nunca compreenderei. Porém, eu sei o que é ser leitora e sei o que é esperar ansiosamente que os livros cheguem às livrarias para os poder adquirir. Também que sei que, actualmente, ler é um luxo e, muitos, só vêem letras nos papéis de jornal sob os quais dormem. Em Portugal, sou uma privilegiada por poder dispensar alguns cêntimos para me dar ao luxo de ler... As editoras trazem-nos o tão desejado fruto proibido. Como convém a um bom vendedor fazem marketing das obras literárias, dos autores e referem, por vezes, a sua repercussão internacionalmente tornando o fruto ainda mais apetecível.  Há quem fique tão fascinado pela refeição que se seguirá que, compra-o imediatamente, desejoso para a devorar. O mais comedido aguarda que o fruto amadureça, subentenda-se que o preço desça, e compra-o mais tarde em promoção ou num alfarrabista. Eu enquadro-me nos avarentos que preferem adquiri-lo quanto já está mais maduro. 


Não obstante, até o mais fuinha dos leitores cai na esparrela de um fruto que é tão delicioso que é impossível de resistir. E eu caí... Paullina Simons era uma das autoras que ansiava e desesperava por ler e, quando, as Edições ASA a publicaram, rejubilei e adquiri O Grande Amor da minha vida. É o primeiro volume da trilogia Tatiana & Alexander. No original chama-se The Bronze Horseman. Parecia um sonho, a leitura foi magnífica e o segundo fruto não tardaria a sair. E ele saiu mas, desta vez, foi manchado pelo pecado de lhe retirarem-lhe três capítulos. Esta deformidade imposta pelos seus criadores, os ASA,  não foi mencionada pelos mesmos. Provavelmente, foi descoberta por um daqueles leitores fascinados que não quis esperar e comprou-o. 





Este Vasco da Gama, dos novos tempos não descobriu o caminho marítimo para a Índia mas, o percurso para o desrespeito pelo leitor. Sendo premeditado ou um erro de percalço, a verdade é que os seus criadores venderam gato por lebre e não especificaram que este fruto proibido tinha contra-indicações. Muitos leitores sofreram de indignação, raiva e ultraje por tamanha falácia. Alguns, crentes, no bom nome dos criadores, na sua competência e valor acreditaram que como, pecador arrependido, a ASA se limparia da imundície no terceiro volume. Afinal, à terceira é de vez! Pois, o terceiro livro não só confirmou a sujeira, como abriu um fosso entre a leitora que sou e os criadores. Alexander tem apenas 224 páginas e corresponde aos 3 capítulos desaparecidos e a um provável epílogo.



Assim, um conjunto de livros de livros que são publicitados como trilogia transformou-se numa duologia descabida e atrofiada. Para os mais ceguetas, está escrito na capa que, isto é, supostamente uma trilogia! Os criadores disseram que era uma "opção editorial". O que fazer perante uma desculpa tão esfarrapada? O fruto proibido não é mais apetecível... Está sujo e contaminado. Seria de esperar que os criadores ao produzirem um produto danificado se responsabilizassem pelas contra-indicações. Não, nenhuma palavra saiu das suas bocas. Concluindo, além de ceguetas, são mudos e moucos. Isso claro não faz o carácter de uma pessoa todavia, as suas acções apalermadas e hipócritas fazem. Ao fim deste tempo todo, quem estava cego era o leitor... Os ASA não querem saber de lealdade ou respeito... Eles espezinham na boa fé daqueles que esperavam um trabalho competente e sobretudo, leal para quem deu de comer a esses senhores ceguetas, mudos, moucos e hipócritas.

19 comentários:

  1. Meu deus que desrespeito! Não fazia ideia que isto tinha acontecido! Fazem cada coisa só para terem mais dinheiro que no fim as pessoas começam a optar por outras soluções para além de comprarem livros em português...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marina, perderam em mim um compradora :/
      Vou trocar o volume que tenho e comprar a trilogia em inglês.

      Beijinhos*

      Eliminar
  2. Eu tb quero ler esta trilogia e como sou pobre :D tenho vindo a adiar a sua compra, pois até ao momento nunca surgiu uma boa promoção do primeiro livro :D
    Mas depois disto tudo não vou comprar, comprarei sim em inglês.
    Esta situação é muito desagradável, não só para quem como tu se sente lesado mas para todos os outros leitores pois cria desconfiança. No futuro muita gente vai pensar duas vezes antes de comprar livros desta editora.
    No facebook falavam em devolver os livros. Alguém devia juntá-los todos e ir lá entregá-los! Perdiam o dinheiro e o livro, mas marcavam uma posição :D ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Madrigal, eu fui das que pediu o reemboloso mas, ninguém me deu resposta.
      Vou pois, doar o primeiro livro ou trocá-lo. Ainda não sei. E claro, vou comprar em inglês. De futuro, não vou comprar nenhuma trilogia, série ou saga publicada pela ASA. Que falta de respeito!

      Eliminar
  3. Vou agora começar a ler o 2º volume embora tal como tu o tenha adquirido logo quando saiu, o que a ASA fez interfere na leitura? Não cheguei a perceber muito bem de onde foram tirados os capíltulos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Essência,

      interferena medida em que, não terás acesso a história de Tatiana e Alexander na América que corresponde ao terceiro volume original que não será pubicado pela ASA. Os capítulos foram retirados do segundo volume original e em Portugal vão ser publicados num livro à parte, perfazendo uma trilogia por eles inventada.

      Eliminar
  4. Ois miga,

    Já sabia da história, uma vergonha, fazes bem divulgar este tipo de situações ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha, fiquei fula o que é coisa muito rara mas fez-me bem escrever o que sentia!

      Beijinhos*

      Eliminar
  5. É realmente uma palhaçada. Também para mim seria o suficiente para cortar relações com a editora! Tenho muita pena que coisas destas aconteçam, pois gosto muito de ler em Português, e há coisas que não tolero (uma das minhas grandes irritações é "os livros às metades")
    Boas leituras
    Patrícia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não compro mais trilogias ou sagas na ASA pelo menos até estarem todos publicados! Que palhaçada mesmo!

      Beijinhos*

      Eliminar
  6. Deixo algumas respostas da ASA a estas questões e a descabida publicação do último volume da trilogia original, fora da trilogia: http://leituras-do-instante.blogspot.pt/2014/04/esclarecimentos-da-asa-sobre-tatiana.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, eu vi o teu post... Ainda fiquei mais danada da vida!

      Eliminar
  7. Eu acho que seria bom falar sobre isso diretamente com a autora - Paullina Simmons - pra ela ou a editora original entrar em contato com a ASA por exemplo... o que acha? ou não sei se você já fez isso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ainda não fiz isso mas, vontade não me falta!

      Eliminar
  8. Nunca li "O Cavaleiro de Bronze", mas é uma trilogia que queria muito começar e concordo com tudo o que disseste neste post. Quer dizer... porquê? Ao menos uma explicação podiam dar? Uma que justificasse Realmente o sucedido (se é que há justificação...)?
    Beijinhos!
    *Mistery

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mistery, a justificação deles foi a de "opção editorial". Fiquei sem esclarecimento na mesma!

      beijinhos*

      Eliminar
  9. Ola. Eu sinto-me enganada, frustrada e profundamente traída. Esta editora enganou-nos ao por nos dois primeiros livros «trilogia Tatiana e Alexander». Que trilogia? Traduziu o primeiro, o segundo incompleto e o terceiro não passa da continuação do segundo. Como podem sequer atrever-se a isto? A este desrespeito? Esquecem-se que somos nos que pagamos muitas vezes com sacrifício? Nós que preferimos pagar pelas obras e le-las na nossa língua. Num país em crise poder comprar um livro é um luxo e em vez das editoras verem isso tratam os seus clientes assim? Eu não vou comprar mais nenhum livro desta editora. Prefiro ler os livros em inglês e ter certeza que vou ter acesso à obra completa. Desculpem o texto longo mas sinto-me mesmo enganada, eu adorei esta historia e não li nada apenas para estar a espera desta tradução que não chegou a existir. Em vez da espera devia ter adquirido o livro em inglês. Se eles tiveram a sua «opção editorial» deviam ter escolhido melhor --.
    Beijinhos

    ResponderEliminar