sábado, 22 de março de 2014

Bons sonhos, meu amor de Dorothy Koomson


Arriscaria tudo por amor?
Nova Kumalisi faria qualquer coisa pelo seu melhor amigo. Ela deve-lhe a vida.
Por isso, quando ele lhe pede que seja mãe de substituição do seu filho e, apesar de saber que corre o risco de perder a amizade, Nova aceita.
Oito anos mais tarde, Nova está a criar o filho de Mal sozinha, porque a mulher dele mudou de ideias, escassos meses antes de a criança nascer, assim destruindo a relação entre os dois amigos.
Agora, Leo, o filho de ambos está gravemente doente. Nova quer que Mal conheça o filho antes que seja demasiado tarde.
Na tragédia descobrirão o quanto significam um para o outro.

 A MINHA OPINIÃO:

Bons Sonhos, meu Amor é o primeiro livro que leio de Dorothy Koomson.
É uma verdadeira viagem ao âmago do ser humano que transborda emoções por todos os poros! A complexidade dos sentimentos humanos é o pilar fundamental da história cuja força e similaridade com a realidade é apaixonante. Nova, Mal, Stephanie, Leo, Keith são personagens imaginadas por Koomson porém, poderiam ser de carne e osso. São incrivelmente verossímeis e entrar nas suas vidas não é um esforço muito pelo contrário, é muito fácil.Contudo, esta facilidade não ofusca o quão poderosa é a história! Alternando o passado com o presente, a autora enreda o leitor em cada uma das trajectórias dos protagonistas. A sua escrita é subtilmente eficaz a explicar o quanto estas personagens se amam, cada uma à sua maneira e a entender o porquê das suas decisões. Não é crítica apenas, expõe os argumentos e os factos. É sentimentalista e íntima sem, no entanto, adquirir proporções novelescas. 
No centro da história está Leo, uma criança de oito anos que proporcionará um encontro há muito desejado mas, temido entre Nova e Mal. Os pequenos interlúdios de Leo que abençoam a entrada dos novos capítulos são absolutamente enternecedores. Dão a conhecer a inocência e a sapiência admirável deste miúdo que conquista o leitor de imediato.
O início da leitura é marcado pela enormidade de perspectivas de cada um dos intervenientes mas, à medida que as páginas avançam, deixa de ser confuso para se tornar um hábito. É um livro tocante com uma história grandiosa! Pode não ter dragões, guerras e cavaleiros de armadura reluzente porém, é grande! Porque faz repensar na nossa própria vida e nas nossas escolhas, nas decisões que tomámos e nos silêncios que insistimos manter com medo do futuro.
O final de Bons Sonhos meu Amor é revoltante e de certa maneira, atroz ( como diria uma amiga minha, é preciso uma vacina contra a raiva!). É inesperado mas, agora olhando para trás não o consigo imaginar de outro modo. Sem ele, o livro não teria sido tão marcante e se perderia algures na estante. Ao invés, é das leituras mais fascinantes que lá se encontram!

6.5/7- EXCELENTE

PS: Obrigada Sandra por esta prendinha maravilhosa! Ah e obrigada por tu e a Cata serem umas "chatas" e me obrigarem a ler esta autora.

15 comentários:

  1. AHAHAH Dorothy Koomsonaholic
    Percebo o que queres dizer em relação ao final, mas continua a deixar-me raivosa xD

    Porém, continua a ser um livro que gosto imenso de uma das minhas autoras preferidas de sempre :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu é que me puseste Koomsonaholic sua safada!
      Eu também fiquei possessa com o fim mas, acho que sem ele não ia funcionar tão bem.

      Beijinhos*

      Eliminar
  2. Adoro Dorothy Koomson! Se gostaste deste vais certamente gostar d'A filha da minha melhor amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Silvéria, falam.me muito desse livro também:)

      Eliminar
  3. Viva,

    Bem parece que foste bem influênciada, estava a passar-te ao lado um bom livro, parece muito interessante sem duvida :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello Fiacha:)

      Tenho umas amigas muito desencaminhadoras mas há um certo corvo que também me tenta com livrinhos*

      Beijinhos*

      Eliminar
  4. Olá Jojo. :)

    Já li três livros da escritora e aprecio-a bastante. :) Confesso que já me tinham falado um pouco mal deste livro em específico, mas depois da tua opinião tenho mesmo de ler. Parece ser mesmo "a minha cara". :)

    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rita:)

      Este e primeiro que leio dela por isso, não tenho como comparar com os outros mas, acho que foi um bom começo!

      Beijinhos*

      Eliminar
  5. Nunca li nada desta autora, mas confesso a ficar curiosa!

    ResponderEliminar
  6. Faltam-me 2 livros da autora e este é um deles =)

    ResponderEliminar
  7. Já li literalmente todos os livros desta autora. São todos muito bons. Mas pessoalmente gosto mais d'A praia das pétalas de rosa porque apresenta uma imagem mais firme, mais decidida e independente da mulher na sociedade e em casa. Além da história, que é espectacular (=

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sofia:)
      Eu só li este mas, tenho Pedaços de Ternura na estante para ler. A Praia das Pétalas de Rosa é que eu tenho mais curiosidade em ler. É mais uma pessoa a a falar tão bem dele.

      Beijinhos*

      Eliminar