domingo, 7 de fevereiro de 2010

Quero-te muito! de Federico Moccia



"Step regressa de Nova Iorque, cidade onde se auto-exilou para se afastar da sua ex-namorada Babi, da memória da morte trágica de um amigo e da mãe com quem tem um relacionamento conflituoso. Ao chegar a Roma, vai morar com o irmão, reecontra os amigos e, com a ajuda do pai, começa a trabalhar no mundo do espectáculo. Entretanto, Step conhece Gin, uma rapariga bonita e decidida, com quem inicia uma linda história de amor. Mas Babi volta a entrar na sua vida e na cabeça de Step despertam velhos sentimentos e dúvidas: Babi ou Gin... Diante da casa de qual delas irá Step escrever finalmente «QUERO-TE MUITO»?

A MINHA OPINIÃO:

Quero-te muito! foi uma leitura atribulada. Quando o comecei, achei o texto muito staccato, parecia que os diálogos caíam do céu, sem contexto e sem emoção. Mas, depois lembrei-me que este livro é a continuação de Três metros acima do céu que eu não tinha lido e talvez por isso, o protagonista não me cativava. Outro factor que contribuiu para este desinteresse foi vida fatigante de uma estudante em época de exames. Quando pegava no livro estava tão cansada que só lia umas míseras páginas de cada vez. Contudo, essa sensação de desconforto dissipou-se quando entrou em cena, Ginevra ou Gin. Ela e Step vivem um amor que acelera porém, nunca se depista. Entre picardias, beijos roubados,combates de boxe e momentos de paixão, Step e Gin conduziram-me a uma bonita e imprevisível história de amor. Comecei a adorar o livro, deixei-me enredar pela escrita de Moccia. Essa escrita que, ao princípio, era entediante tornou-se veloz como a moto de Step. Uma mescla de linguagem crua com laivos puros de belíssima poesia... Tornou o livro tão visual que fui assolada por uma vontade incontrolável de viajar e conhecer Itália.Além do amor dos protagonistas, o escritor aborda a traição, o uso inconsequente das drogas e a relação pais-filhos.

EXCERTO:

"(...) para o céu, para cima, mais acima, para lá...Ali, precisamente onde não tínhamos estado.Quantas vezes nadei naquele mar nocturno, perdido naquele céu azul-escuro, levado pelos vapores do álcool e da esperança de a encontrar de novo. Para cima e para baixo, sem descanso. Ao longo de Hidra, Perseu, Andrómaca...E para baixo até à Cassiopeia. Primeira estrela à direita, e depois a direito, até aurora.E ainda para lá. E a todas perguntava: " Viram-na? Por favor...Perdi a minha estrela. A minha ilha não existe. Onde estará agora? O que estará a fazer? Com quem? E à minha volta o silêncio daquelas estrelas embaraçadas. O ruído incomodativo das minhas lágrimas sem fim. E eu, estúpido, que procurava e tinha a esperança de encontrar uma resposta. Dêem-me um porquê, um simples porquê, um porquê qualquer. Mas que palerma. Toda a gente sabe. Quando um amor acaba, pode encontrar-se tudo menos um porquê."

TRAILER :

video

PS: Obrigada Segredo dos Livros!

4 comentários:

  1. Olá Jojo!

    Este continua no topo da minha Wishlist! A tua opinião só agoçou ainda mais a minha curiosidade!

    bjinhs e uma optima semana!

    ResponderEliminar
  2. Mais um livro a ver numa próxima visita à livraria :)

    Boa semana, Jojo!

    ResponderEliminar
  3. Hummmm....esse parece ser ótimo!

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Oi, Jojo!!

    Tem um selinho para ti lá no blog!

    um beijo!

    ResponderEliminar